Secretaria da Educação investe em formação continuada de professores

        Pensando em qualificar cada vez mais a equipe de professores e gestores da rede municipal de ensino, conforme determina o Plano Nacional de Educação, a secretaria da Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Capão Bonito do Sul realizou nos dias 6, 7 e 8 de fevereiro Formação Continuada, no Auditório da escola Firmino Frizzo.

            Durante o evento, ofertado pela empresa Impare Educação, a pedagoga, especialista em Gestão Educacional e Mestre em Educação, Tatiane Isaia e o professor, especialista em Gestão do Conhecimento, Glauber Carvalho, abordaram sobre os temas: A linguagem musical como alternativa pedagógica para o engajamento discente; Base Nacional Comum Curricular (BNCC): o que muda na escola? Preceitos legais e epistemológicos; O currículo por competência a partir da BNCC e Passos para elaboração do currículo.

       Conforme a secretária da educação, Marizete Rauta, por meio da Formação Continuada, os professores, e os gestores das escolas, tornam-se mais capacitados para avaliar sobre todos os aspectos pedagógicos e, para além deles, propor estratégias com a finalidade de resolver as dificuldades e instalar mudanças significativas em toda a comunidade escolar.

      “Em harmonia com as concepções contemporâneas da educação, Capão Bonito do Sul busca promover mudanças nos indivíduos, de modo a favorecer o desenvolvimento integral do homem na sociedade, por meio de uma visão mais participativa, crítica e reflexiva, capacitando-o a utilizar seus conhecimentos em prol da construção de uma sociedade mais justa e consciente”, enfatizou Marizete.

De acordo com a secretária, o objetivo é investir cada vez mais na formação continuada de professores, já que ela torna-se uma ferramenta fundamental, capaz de contribuir para o aprimoramento do trabalho docente, fortalecendo vínculos entre os educadores e os saberes científico-pedagógicos. “A formação favorece a criação de novos ambientes de aprendizagem, que conduzem docentes e discentes em direção a práticas pedagógicas capazes de ressignificar a aprendizagem e habilitar os estudantes a elaborar e desenvolver projetos que redimensionarão sua escolaridade e o papel destes na sociedade”, finalizou.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Capão Bonito do Sul – Vanusa Lopes MTB/RS – 18.532