Secretária da Saúde participa de 31 º Congresso COSEMS/RS e Mostra de Experiências Exitosas

Para representar o município de Capão Bonito do Sul no 31º Congresso do COSEMS/RS e Mostra de Experiências Exitosas, a secretária da Saúde e Assistência Social, Xana Machado Morais esteve em Bento Gonçalves, entre os dias 22 a 25 de abril.

O evento, que teve como público-alvo secretários municipais de saúde, assessores e técnicos das equipes de gestão dos municípios e todos os profissionais das áreas técnicas e administrativas de saúde, contou com a presença da Secretária Estadual da Saúde – Arita Bergmann, o Presidente do COSEMS/RS – Diego Spíndola e outros profissionais e debatedores que contribuíram para a realização do Congresso.  

A secretária da Saúde, Xana Morais participou das mesas de debate onde foram discutidos temas relevantes que objetivaram a busca de promover e fortalecer a união entre os usuários e todos que direta e indiretamente fazem parte do Sistema Único de Saúde – SUS.

Além das diversas mesas de debate foi possível participar da agenda PICS – Práticas Integrativas e Complementares em Saúde – que foram implementadas nos municípios pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria de Atenção à Saúde e Departamento de Atenção Básica, que instituiu a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS.

Durante o evento, as PICS, que já estão sendo desenvolvidas na Unidade de Saúde do município através do projeto SpaSus, foram desenvolvidas e demonstradas para o público pelos profissionais das áreas da Auriculoterapia, Terapia de Florais, Reiki, Acupuntura, Massoterapia, Aromaterapia, Homeopatia Ortomolecular, Ginástica Chinesa Llang Gong.

No decorrer das programações foi possível participar diretamente dos estandes, que apresentaram temas relacionados com a saúde, prevenção, atendimentos online como o TelessaúdeRS, entre outras inovações.

Um dos temas abordados em destaque foi sobre a Atenção Primária em Saúde (APS): Quais os Desafios?, que serviu de base para questionamentos e indagações, como: será que conseguimos garantir a APS como porta de entrada da Rede de Atenção à Saúde? Como qualificar o processo de trabalho da APS para superar alguns dos desafios atuais?

 Diante disso, surge a Planificação da Atenção Primária à Saúde sendo uma das ações que compõem o programa e pretende problematizar e refletir sobre o papel da APS como ordenadora da rede, fornecendo apoio técnico às equipes gestoras municipais e trabalhadores da área, para qualificar a organização da rede de acordo com os princípios do SUS.

De acordo com a secretária da saúde, Xana, tudo isso servirá como apoio aos milhões de usuários que veem no SUS a única porta de recuperação, manutenção e acolhimento, dentre outras expectativas voltadas para o autocuidado e prevenção.

O Congresso teve como propósito reafirmar a luta pela manutenção do SUS, promover a troca de experiências, fortalecer laços e resgatar e união de trabalhadores da área de saúde, mobilizando-os para a importância do SUS, que hoje viabiliza o acesso universal ao sistema público de saúde, direito e garantia assegurados na Constituição de 1988.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Capão Bonito do Sul – Vanusa Lopes MTB/RS – 18.532