Prefeito Felippe participa de Audiência Pública sobre Escola de Tempo Integral

Atualmente, o município de Capão Bonito do Sul conta com 100% das escolas municipais com período integral

Para representar o município de Capão Bonito do Sul na Audiência Pública sobre o funcionamento das escolas de Tempo Integral, o prefeito municipal, Felippe Rieth esteve em Porto Alegre na última sexta-feira, dia 24, na Assembleia Legislativa. Felippe foi convidado pela deputada Juliana Brizola, coordenadora da Audiência.

            A Audiência, que foi promovida pela Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, foi norteada pelo debate entre os participantes, que contribuíram relatando sobre a situação das escolas de tempo integral de cada município, através de deputados estaduais, prefeitos, diretores das escolas e estudantes.

            Em seu pronunciamento durante a Audiência, Felippe destacou sobre os projetos realizados pela secretaria da Educação do município através da escola de Tempo Integral, e também sobre a evolução das escolas depois da implantação do programa. “Em 2007, nosso IDEB – Índice de Desenvolvimento de Educação Básica, era 3.3, abaixo da meta do Inep; passaram-se 10 anos, e desde 2014 pra cá, que temos esse modelo de escola, nosso IDEB é 7.2, o décimo melhor do Rio Grande do Sul”, enfatizou.

            Além disso, Felippe falou sobre a importância da valorização do profissional como forma de se alcançar uma educação de maior qualidade, sendo que em 2017 o município concluiu o novo Plano de Carreira do Magistério, proporcionando melhores salários e valorização dos direitos dos professores.

            Atualmente, o município de Capão Bonito do Sul conta com 100% das escolas municipais com educação em tempo integral. Neste ano, a cidade passou a contar com a oficina de Acordeões Mirins Cooperativos, em parceria com a Cooperativa de Crédito Sicredi, que é ofertada através da escola de tempo integral. Além disso, o município já conta com outras oficinas, como a de Informática, Inglês, Artesanato, Oficina de Meio Ambiente, Empreendedorismo.

A Audiência contou também com o debate sobre a falta de recursos para as escolas de Tempo Integral, e para realizar um acompanhamento da situação das escolas estaduais de tempo integral, a deputada Juliana Brizola destacou que o colegiado irá elaborar um questionário que será enviado às 91 escolas estaduais.

Além disso, a Comissão vai solicitar uma manifestação oficial do governo do Estado sobre as razões que levam ao descumprimento da Lei nº 14.461/2014, que regulamenta o inciso VI do artigo 199 da Constituição Estadual (prover meios para que, progressivamente, seja oferecido horário integral aos alunos do ensino fundamental) e informações sobre o repasse de recursos para o almoço dos alunos.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Capão Bonito do Sul – Vanusa Lopes MTB/RS – 18.532