Capão Bonito do Sul publica decreto determinando restrição e multa para consumo excessivo de água potável

Depois de publicar decreto de situação de emergência devido à estiagem em março, o município de Capão Bonito do Sul publicou na manhã de hoje novo decreto nº 1443/2020, o qual determina a restrição na utilização de água tratada distribuída pela rede pública.

            Com a publicação do decreto fica proibido o uso de água potável para fins que não sejam domésticos e de higiene pessoal, sendo vedadas atividades consideradas não essenciais e que possam resultar no prejuízo ou desperdício durante o período de estiagem.

            Entre as atividades proibidas estão a lavagem de veículos de qualquer espécie e equipamentos agrícolas com o uso de água tratada; irrigação de gramados, jardins e floreiras, bem como qualquer outra utilização de água tratada que possa significar o uso não prioritário; reposição ou substituição de água em piscinas instaladas em clubes, entidades ou residências; lavagem de calçadas ou passeios públicos de prédios comerciais, indústrias, de condomínios ou residências.

            Em caso de descumprimento das normas, será aplicada a penalidade de multa no valor de R$ 300,00 e demais penalidades previstas na legislação municipal correlata.

De acordo com dados da Emater, até agora houve uma perda de 30% na produção de milho e de 37% na produção de soja. Além disso, o munícipio vem realizando o abastecimento de água em três comunidades, onde já estão em andamento obras de construção de rede hidráulica e perfuração de poço artesiano.

Devido a situação, também foi dado início ao racionamento de água potável, com interrupção do abastecimento das 13h às 18h.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Capão Bonito do Sul – Vanusa Lopes MTB/RS – 18.532