Projeto forma quinta turma de “Pequenos Vigilantes”

Alunos do Quinto Ano da Escola Firmino Frizzo concluíram as atividades do projeto desenvolvido através das secretarias de Saúde e Educação

Por conta da pandemia, as atividades dos “Pequenos Vigilantes” foram retomadas, presencialmente, em agosto deste ano. O projeto, desenvolvido pela Secretaria de Saúde e Assistência Social, em parceria com a Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Capão Bonito do Sul, acontece desde 2017 e conta com oficinas e atividades cujo propósito é contribuir na construção de uma nova prática e de um amplo entendimento do moderno conceito de Vigilância em Saúde, com ênfase na Vigilância Sanitária, a partir da educação do pequeno cidadão.

Dezessete estudantes do Quinto Ano, da EMEF Firmino Frizzo, concluíram a etapa do projeto e participaram da formatura, momento para celebrar os aprendizados adquiridos com a iniciativa. Entre as ações desenvolvidas está o trabalho de conscientização quanto à prevenção e combate ao mosquito da dengue e borrachudo, importância da vacinação, boas práticas alimentares e cuidados com a validade dos alimentos através de atividades em campo.

O prefeito municipal, Felippe Rieth, parabenizou os estudantes e os responsáveis pelo andamento da ação, o Fiscal Sanitário, Wagner Ribeiro e a professora Doriane Guindane. Em suas manifestações, a secretária responsável pela educação, Marizete Rauta, e o secretário responsável pela saúde, Fernando Avila de Melo, enalteceram a parceria entre as duas secretarias para os ensinamentos aos alunos e a multiplicação do conhecimento.

Coordenador do projeto, Wagner Ribeiro, destacou que além das aulas teóricas, os alunos realizaram dinâmicas sobre as ações e conteúdos propostos. Ele salienta ainda que no ano que vem o objetivo é dar sequência ao “Pequenos Vigilantes” que deve ser desenvolvido com a próxima turma do Quinto Ano da Escola. “Nossa finalidade é manter a atuação das políticas públicas de saúde nas escolas, de maneira a conscientizar e mobilizar as crianças com relação as expressões da área”.

Fonte: Assessoria de Comunicação de Capão Bonito do Sul